Juliana Medeiros

Reflexões

Gratidão

Publicado às 06/07/17 12h55         3077

Minha amiga Marcela Ramos já explanou muito bem em seu blog através do texto “Obrigada!”, o valor de agradecer. A partir dele fiz uma reflexão sobre os benefícios de ser grato.

Meu ponto de partida foi em cima das seguintes perguntas: Será que estamos praticando a gratidão de maneira suficiente? De que forma a gratidão pode mudar minha vida? Realmente agradecer torna as coisas mais simples?

É o seguinte, vamos começar em cima da indagação: Será que estamos praticando a gratidão de maneira suficiente? Eu Juliana, não! Minha visão ainda não consegue enxergar além do que tenho e conquistei. Só vejo na minha frente o que me falta. Tudo é insuficiente. É preciso lutar por suas conquistas pessoais, mas antes de arregaçar as mangas, seja grato pelo que conquistou. Só Deus e você sabem do esforço pra conseguir. A gratidão pode mudar sim, a sua vida. Agradecer as pessoas, a vida, aos seus pais, aos amigos e a todos, te transforma em uma pessoa otimista e agradável. E agradecendo as coisas ficam mais simples? Com CERTEZA, porque você vai parar de olhar o problema e buscar solução, e o universo vai te devolver toda gratidão despejada.

Tive uma semana tão pesada. Por pouco não abandonei alguns projetos. Eu só sentia tristeza e raiva! Respirava fundo e via que um trabalho quase que de Hércules não tinha valor algum. Eu queria mudar a situação, mas como? Com o coração cheio de lixo e peso desnecessário que me segurava e impedia de seguir. A vida tem umas provas surpresas, que não dá nem tempo de estudar e revisar o assunto, são aplicadas no susto. O conteúdo é todo baseado em nossas experiências. É preciso jogo de cintura pra não ficar reprovado, e nem estagnar na escola da vida. Com esses testes rápidos, as convicções criadas que duraram anos para se construir, em poucos minutos caem por terra. É fato: diante dos obstáculos fica difícil ser grato.

Onde entra a gratidão moça? Um rapaz participou do quadro “Lar doce Lar” do Caldeirão do Huck, da Rede Globo. O jovem vendia bombom para custear as faculdades de Filosofia e Direito, foi morador de rua, morou na casa de antigos patrões, e vivia longe da família. Resolveu mudar de cidade para melhorar sua situação financeira. Durante a exibição do quadro, uma coisa me chamou atenção: o rapaz sempre agradecia a Deus e não perdia o sorriso. Ele não fazia da sua história um lamento, mas um ponto de partida e depositava sua esperança num futuro próspero. A moral dessa história está no fato do jovem ser grato por suas conquistas, mesmo que ainda pequenas. 

Ser grato a Deus, pelo o que conquistou e pelas lutas diárias, é fundamental. A vida sempre se encarrega de retribuir. Exerça a prática de agradecer e veja tudo fluir.

 







MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO
SOBRE O BLOG

Olá! Bem vindo ao meu blog. Sou bacharel em direito e jornalista. Aqui vamos trocar experiências relacionadas ao cotidiano, e reflexões dos mais variados assuntos!



© 2013 - 2017. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação