Brasil

Bicampeã! Cantando o Maranhão, Acadêmicos do Tatuapé vence o Carnaval de São Paulo

Publicado às 13/02/18 19h03         685

No ritmo do reggae, Tatuapé homenageou o Maranhão no Anhembi

Campeã do Carnaval de São Paulo no ano passado, a Acadêmicos do Tatuapé repetiu o feito garantiu seu bicampeonato em 2018. A escola disparou na 1ª posição isolada na categoria Alegoria e manteve a colocação.

O 2º título da história do Tatuapé foi acirrado e saiu somente na última nota do último jurado no quesito Mestre-Sala e Porta-Bandeira. A escola disputou a vitória com Mocidade Alegre, Mancha Verde e Tom Maior, que ficaram respectivamente em segundo, terceiro e quarto lugar.

Sendo assim, o Desfile das Campeãs de São Paulo, marcado para dia 16 de fevereiro, terá: Acadêmicos do Tatuapé, Mocidade Alegre, Mancha Verde e Tom Maior.

Penalizada durante o desfile por usar uma empilhadeira para arrastar o carro abre-alas, a Independente Tricolor ficou em último lugar na classificação e caiu para o Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo. A Unidos do Peruche ficou na penúltima colocação e também foi rebaixada.

Desfile Campeão

Quinta escola a entrar no sambódromo do Anhembi na madrugada de sábado (10), a agremiação da Zona Leste levantou a torcida com o enredo “Maranhão, os Tambores vão Ecoar na Terra da Encantaria” e surpreendeu ao colocar a bateria para tocar reggae.

O samba-enredo da escola destacou a riqueza cultural e as belezas naturais do segundo maior estado nordestino. Da música, à culinária, passando pela história, lendas populares e religiosidade do seu povo.

A bateria abusou das paradinhas ao longo do desfile e mostrou que todos os componentes da escola estavam em total sintonia com o samba.

O samba-enredo da Acadêmicos do Tatuapé foi composto por Fabiano Tenor, Mike e Luiz Ramos. Veja letra:

"Maranhão, os Tambores vão Ecoar na Terra da Encantaria"

"No Mar! Foi no balanço do mar

Que o sonho aportou na ilha da magia

Lá em palmeira onde canta o sabiá

O sol namora a beleza do lugar

Cenário de poesia

Tantas batalhas nesse torrão

Herança de luta, cultura e amor

ôôôô, o negro tanto clamou

A liberdade aos pés do senhor

Ô luar, ô luar

Deixa a gira girar ... crioula

Hoje tem canjerêm feitiçaria, ô

Jêje - nagô, kaô meu pai xangô

Ê, tem cantoria! Eita povo festeiro!

Teu folclore é traição

Ê, chora viola

Preta velha conta história, lendas desse chão

Ô, quebra o oco iá iá

Matracas vão emablar

Bumba-meu-boi, meu cazumbá

Ouvindo reggae do bom

É carnaval vem curtir esse som

É emoção, o meu pavilhão vai girar

Na terra da encantaria

Os tambores vão ecoar

Viva São José, venha me valer

Ilu Ayê ô ilu ayê

Tatuapé numa linda procissão

Canta tua história... oh! maranhão"

FONTE: ESTADÃO





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO





ENQUETE
É possível quitar a maioria das dívidas com o décimo terceiro salário?



© 2013 - 2018. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação