Maranhão

Apolônio Alencar recebe Cidadania Maranhense em concorrida sessão solene na Alema e faz discurso emocionado

12/07/18 15h00         254

Em concorrida sessão especial realizada na manhã desta quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema), o empresário Antônio Apolônio de Alencar foi condecorado com o Título Honorário de Cidadão Maranhense, outorgado pelo Poder Legislativo após aprovação, por unanimidade, de projeto de lei de autoria do deputado Rigo Teles (PV).

Realizada logo em seguida à sessão ordinária do Plenário da Assembleia Legislativa que aprovou o Projeto de Lei 086/18, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre as regras para elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, a sessão solene foi presidida pelo proponente da honraria, deputado Rigo Teles, que durante o seu discurso de apresentação do homenageado, na tribuna, foi substituído na condução dos trabalhos da Mesa pelo colega deputado Glalbert Cutrim (PDT).

O governador Flávio Dino (PCdoB) esteve representado pelo secretário da Casa Civil, Rodrigo Lago. Além dos deputados estaduais que se encontravam no Palácio Manoel Bequimão, participaram da solenidade vários convidados, dentre eles a pré-candidata a deputada estadual Cleide Coutinho (PDT), o deputado federal e pré-candidato ao Senado José Reinaldo Tavares (PSDB), o prefeito de Matões Ferdinando Coutinho (PSB), o ex-prefeito de São José de Ribamar e pré-candidato a deputado federal Gil Cutrim (PDT), a ex-prefeita de Matões Suely Pereira (PSB) e o marido, ex-deputado e prefeito de Matões Rubens Pereira, o “Rubão”, também coordenador regional da pré-campanha do governador Flávio Dino, a ex-prefeita de Aldeias Altas Fernanda Bacelar (PSB), o ex-secretário estadual de Articulação Política e pré-candidato a deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), o ex-secretário estadual da Agricultura Familiar e pré-candidato a deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB), os vereadores de Caxias Thaís Coutinho (PSB) e Mário Assunção, o ex-secretário municipal de Governo e pré-candidato à suplência de senador Catulé Jr., familiares e amigos do mais novo Cidadão Maranhense.

Impedidos de comparecer, devido as importantes votações desta quarta-feira na Câmara, os deputados federais Rubens Pereira Jr. (PCdoB) e Weverton (PDT) – este último pré-candidato ao Senado -  enviaram mensagens de felicitações. 

Apolônio Alencar fez um discurso carregado de emoção. Agradeceu a Cidadania Maranhense, e contou de quando chegou ao Maranhão, relatando algumas passagens desse tempo de vida em Caxias, aonde chegou em 1972, e emocionou-se ao lembrar do amigo Humberto Coutinho, falecido no início deste ano.

Recepção no Two Towers Residence

Após a entrega da honraria na Alema, os convidados de Apolônio Alencar participaram de um requintado almoço oferecido pela amiga Cleide Coutinho no espaço de festas do luxuoso Two Towers Residence. Quem foi visto circulando por lá com muita leveza e desenvoltura foi o deputado e pré-candidato ao Senado Alexandre Almeida (PSDB), que conversou demoradamente em várias mesas.

Confira a íntegra do discurso de Apolônio Alencar

Senhor presidente,

Senhoras e senhores deputados,

Senhoras e senhores aqui presentes. 

Impossível vir aqui, nesta casa, e não fazer uma deferência à memória de meu amigo Humberto Coutinho, o maior líder que eu conheci e tive a honra de conviver. Este sentimento a Humberto será eterno e transcende para a amizade e respeito que tenho pela doutora Cleide Coutinho. 

Este, sem dúvida, é um dos momentos que ficarão eternizados em minha mente e no meu coração. Recebo esta honraria ora me concedida por esta augusta casa com muita honra e alegria. Não sei como agradecer a vossas excelências. Minha gratidão é do tamanho do mundo e será eterna. Ainda mais feliz porque a iniciativa deste Título de Cidadania Maranhense que ora recebo partiu de meu primo, deputado decano desta casa, Rigo Teles, por quem tenho grande apreço. 

Neste momento passa na minha cabeça o filme da minha vida. De quando, por vontade própria, escolhi viver o restante dos meus dias no Maranhão. 

Eu chequei em Caxias no dia 15 de novembro de 1972.  Quem me incentivou a vir para o Maranhão foi o meu estimado amigo e conterrâneo Zuquinha, que até hoje mora aqui em São Luís e neste momento me honra e alegra o meu coração com sua presença nesta solenidade. 

A princípio eu deveria ter vindo direto para São Luís. Mas numa parada do ônibus em Caxias, eu desci e me apaixonei pela cidade. Foi amor à primeira vista. Zuquinha compreendeu aquele momento e apoiou minha decisão de ficar em Caxias.

Era para eu ter ficado em Caxias apenas um dia. Estou até hoje. E lá se vão 46 anos. 

No início foi difícil. Comecei a vida de comerciante vendendo rede de porta em porta. Depois as coisas foram melhorando e eu pude trazer minha mulher Lourdes e meus dois filhos nascidos em Pio IX, minha cidade natal, no Piauí, Ireneide e Ironaldo. Em Caxias nasceram Vavá e Ismênia. Os quatro me deram 10 lindos e amados netos. Nossa família cresceu!

Nada disso eu teria conseguido sozinho. Minha companheira Lourdes, que naquela época era só uma menina, foi fundamental em nossa jornada. Quando deixei o Pio IX para vir para o Maranhão, minha filha mais velha, Ireneide, tinha só 1 ano e 5 meses. Ironaldo, esse homem formidável que vocês conhecem, tinha 1 mês e 8 dias de nascido. 

Vejam só que companheira essa que Deus me deu. Uma mulher, menina ainda, na época 18 anos apenas, com uma criança e um recém-nascido. Sei que não foi fácil para ela também. Se hoje em dia essa situação ainda seria difícil, imaginem naquele tempo, no interior do Piauí. 

Estamos casados há 48 anos. Sou grato a deus por isto!

Não esqueci os amigos que deixei em minha terra natal. Os que ainda estão vivos, continuam meus amigos. Em Caxias e no Maranhão eu construí novas amizades. E foram muitas, graças a Deus!  

Na década de 80 recebi o título de cidadão caxiense, honraria da Câmara Municipal, proposta pelo meu amigo, então vereador, saudoso Hollanda.

Ingressei na Maçonaria. Fui venerável da Loja Duque de Caxias e Delegado Regional do Grão-Mestre do Maranhão. 

Também sou Rotariano. E tive a honra de ter presidido a Associação dos Criadores de Caxias e o CDL, entidade da qual eu era vice-presidente e fui chamado para assumir a Presidência devido ao afastamento de meu saudoso amigo Guilherme Bezerra, para que ele pudesse concorrer à eleição de prefeito de Caxias.

Meus defeitos são meus. Minhas virtudes são heranças de meus pais, Pai Lônio e mãe Chiquinha, como até hoje os chamam meus filhos e netos.

Sei que os meus filhos, graças a Deus, somente herdaram de mim as virtudes que herdei de meus pais. 

O que sei fazer de melhor na vida é cultivar amizades. Quem conhece os meus filhos sabe que eles são excelentes cultivadores de amizades. Isto muito me orgulha.

Tudo o que tenho e tudo aquilo que vivi agradeço a Deus, à minha família e aos amigos que a vida me deu. 

Muito obrigado!!!

Deus abençoe o Maranhão!!!



Fonte: Ricardo Marques





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO





ENQUETE
É possível quitar a maioria das dívidas com o décimo terceiro salário?



© 2013 - 2018. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação