Brasil

Veja como foi o primeiro debate presidencial na TV

10/08/18 00h00         320

Após mais de três horas de duração, chegou ao fim o primeiro debate das eleições 2018 com os oito candidatos à presidência da República na TV Bandeirantes, em São Paulo.

Participaram Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT).

Os candidatos responderam questões sobre o déficit fiscal do país, corrupção, aborto e programas sociais, entre outros temas.

“O debate foi previsível e deu o tom que pautará toda a campanha. Fora o aspecto folclórico, o debate programático ficou entre Alckmin e Ciro: de um lado a defesa das reformas e do outro o desenvolvimentismo de traço populista”, avalia o cientista político Fernando Schüler.

No primeiro bloco, houve embate entre Guilherme Boulos e Bolsonaro. O candidato do PSOL atacou o parlamentar e o chamou de racista, machista e homofóbico. Em seguida, a candidata Marina Silva (Rede) atacou a aliança do candidato Geraldo Alckmin (PSDB) com os partidos do chamado Centrão. O tucano criticou a vida partidária da ex-ministra e disse que há ótimas pessoas “em todos os partidos”.

Quando o assunto foi a reforma trabalhista, aprovada no ano passado, a divergência foi entre os candidatos Ciro Gomes e Geraldo Alckmin. Ciro questionou o ex-governador se ele iria manter a reforma que, na avaliação do ex-ministro, introduziu insegurança jurídica no país. O tucano defendeu a reforma e a classificou como um avanço.

Durante as discussões, Cabo Daciolo pediu a inclusão do seu nome nas pesquisas de intenção de voto e defendeu a mudança no formato de votação do País – para o candidato do Podemos, há fraude nas urnas eletrônicas.

É importante ressaltar que esse foi o primeiro debate, desde a redemocratização, sem a presença de um representante do Partido dos Trabalhadores (PT). Os únicos petistas presentes na plateia foram o tesoureiro do PT, Emídio Souza, e o advogado Marco Aurélio Carvalho. Veja os bastidores do debate.

1h14 – Presidenciáveis fazem avaliação final sobre o debate

“Essa foi uma experiência ímpar e de muita responsabilidade. Acredito que entre todos os que estão aqui sou o único que pode fazer a diferença” – Jair Bolsonaro

“Essa é a primeira oportunidade de eu me expressar para a população brasileira. É um momento que eu quero demonstrar que a nação brasileira tem solução”- Cabo Deciolo

“O debate foi positivo e a primeira oportunidade para os eleitores conhecerem os candidatos. Eu não sou um político tradicional, mas fui fiel ao serviço público” – Henrique Meirelles

“Participamos do debate com a certeza de que é o momento de fazer a mudança que o Brasil precisa. É a hora de os brasileiros assumirem a direção” – Marina Silva

“Por regra pudemos discutir os principais problemas do país. Ficou o consenso de que o Brasil precisa de mudança” – Ciro Gomes

“Uma coisa é falar e outra coisa é fazer. Procurei mostrar o que fizemos em São Paulo, que é o que dá mais segurança” – Geraldo Alckmin

“O debate deu oportunidade para que os eleitores compreendam que não têm apenas os mesmos [candidatos]. Eu represento um projeto novo, que não tem rabo preso” – Guilherme Boulos

“Certamente foi uma oportunidade de colocar a pilastra básica, que é a refundação desse sistema político corrupto. Promessa não resolve, o que resolve é o rompimento com esse sistema de governança – Alvaro Dias



Fonte: Exame





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO





ENQUETE
É possível quitar a maioria das dívidas com o décimo terceiro salário?



© 2013 - 2018. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação