“Eu não agi, eu reagi”, diz prefeito de Imperatriz após agredir radialista

11/05/2019 08h28         511

 

Um radialista da cidade de Imperatriz identificado como Justino Oliveira Filho alega ter sido agredido pelo atual prefeito da cidade, Assis Ramos. O Boletim de Ocorrência foi registrado no Plantão Central do município.

Justino diz que estava na Secretaria de Esportes (Sedel) da cidade, “quando foi ameaçado de morte, agredido física e moralmente pelo prefeito”. Afirma ter comparecido à unidade administrativa após convite do titular da pasta da Sedel para receber informações no exercício de sua profissão sobre suposto processo licitatório de transporte escolar, tema de edição de programa do radialista.

A Associação de Imprensa da Região Tocantina (AIRT), lançou nota de repúdio devido a agressão e garantiu entender que “atitudes como esta extrapolam e atingem a liberdade de expressão, como ato intimidatório e covarde, pois não é através da violência que se resolve as diferenças ou divergências de opiniões”.

Sobre as agressões, o prefeito pediu desculpas pelo ocorrido e disse que “a longa sequência dos fatos, de agressões e tentativas de achaques” o tiraram do sério. Afirmou que Justino tem “larga folha policial”.

“Vinha atentando contra a honra da minha família, deturpando e descontextualizando imagens. Eu não agi, eu reagi. Antes, eu vinha buscando a proteção da minha honra na Justiça, mas ele não respeita nada da lei e das sentenças; que se apurem todos os fatos”, disse Assis Ramos.

FONTE: MA10


Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.
MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO


© 2013 - 2019. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação