Iniciativa

Atividade de recadastramento biométrico obrigatório de eleitores avança no Maranhão

13/06/2019 08h39         147

Desembargador Cleones Cunha já esteve em 7 municípios presidindo audiências públicas

Representantes de segmentos da sociedade civil organizada estiveram reunidos na terça, 11 de junho, com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, que presidiu audiências públicas sobre a biometria e a segurança do processo eleitoral realizadas nas cidades de Miranda e Cantanhede, respectivamente. 

Somando com ambas, totaliza em 7 o número de eventos do tipo realizados pelo desembargador Cleones Cunha no interior do estado. As outras 5 ocorreram em Lima Campos, Pedreiras, Trizidela do Vale, Barão de Grajaú e Aldeias Altas.

Nestas de Miranda e Cantanhede, compuseram a mesa de honra o membro da Corte Gustavo Vilas Boas (ouvidor substituto), as juízas Edeuly Maia (titular da 109 zona, de onde Miranda é termo) e Laysa de Jesus Paz Martins Mendes (titular da 16ª zona, de onde Cantanhede é termo), o promotor Igor Adriano Trinta e os prefeitos e presidentes de Câmara das duas cidades. Em Cantanhede, o juiz Paulo do Nascimento também integrou o local.

A realização de audiências públicas tem sido uma das estratégias utilizadas pela Justiça Eleitoral maranhense para divulgar a atividade, que foi expandida na gestão do desembargador Cleones Cunha para todo o estado.

Segundo dados da Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE, das 125 cidades, em fevereiro de 2019, que faltavam passar pela biometria obrigatória – cerca de 1 milhão de eleitores, em 12 o procedimento já encerrou, em 32 está em andamento e outras 81 iniciam em breve, dependendo de assinaturas de termo de cooperação com as Prefeituras de cada uma delas.

Em regra, durante as audiências públicas, o presidente relata como o processo eleitoral evoluiu ao logo dos anos, destacando informações históricas como voto de cabresto, mapas de votação, tipos de apuração e de urnas, dificuldades encontradas, direito da mulher de votar, entre outros.

À STI cabe sempre mostrar datas de início e conclusão do recadastramento, quantidades de servidores envolvidos, horários e local de atendimento dos eleitores, além de esclarecer dúvidas da plateia, que podem direcionar perguntas para as autoridades que compõem a mesa.

Dados de Miranda e Cantanhede

Em Miranda, o recadastramento biométrico começa em 15 de julho, com previsão de encerramento em 2 meses, usando 6 guichês de atendimento instalados no antigo almoxarifado central da cidade, com dias e horário ainda a serem definidos pela zona.

Já em Cantanhede, o período obrigatório começou no dia 11 de junho e segue até 5 de agosto, entre 8h e 17h, de segunda a sexta, e de 8h às 12h, aos sábados, no auditório da Secretaria Municipal de Educação.



Fonte: ASCOM





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO



ENQUETE
Ficar longe do celular e das redes sociais para uma 'desintoxicação digital' podem amenizar a ansiedade?



© 2013 - 2019. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação