Caxias

135 anos - VESPASIANO RAMOS

13/08/2019 08h40         498

Por EDMILSON SANCHES*

Neste 13 de agosto de 2019 completam-se 135 anos de nascimento do poeta maranhense Joaquim Vespasiano Ramos. Sua morte deu-se aos 32 anos de idade, em 26 de dezembro de 1916, em Porto Velho (Rondônia).

Vespasiano Ramos nasceu em Caxias, em 13 de agosto de 1884. De origem humilde, logo cedo na vida estava trabalhando no comércio caxiense. A busca pelo saber, a formação da cultura levou-o a diversas viagens pelo Norte e Sul do Brasil, fixando-se, e aí falecendo, na capital rondoniense.

Seu nome é lembrado como patrono de Cadeiras nas Academias Caxiense, Maranhense, Paraense e rondoniense de Letras.

Escreveu em diversos jornais por onde esteve em suas viagens. Publicou apenas um livro -- "Cousa Alguma..." --, lançado pouco antes de sua morte. Pelo menos três outras edições foram lançadas. Abaixo, na foto, uma raridade: um exemplar da edição original, com autógrafo de Vespasiano Ramos em dedicatória para o poeta piauiense Da Costa e Silva. A dedicatória é datada de 07 de setembro de 1916, exatos 110 dias antes de Vespasiano Ramos morrer. (Esse exemplar da edição original de "Cousa Alguma..." é da biblioteca de Edmilson Sanches).

          

Homenagem ao poeta e outros escritores caxienses, pela Escola Antônio Edson, em desfile de 07/09/2017, em Caxias.

Em 06 de junho de 2016, autoridades e intelectuais de Porto Velho (RO) homenagearam o poeta caxiense e visitaram o jazigo do escritor, que acabara de ser recuperado.

 Autoridades e intelectuais de Porto Velho no jazigo do poeta.

Em 20 de agosto de 2017 estive presente na inauguração da efígie do poeta, na praça que leva seu nome, em frente à Igreja de São Benedito, no centro da histórica Caxias. Naquele momento, eu pude cumprimentar e trocar palavras com Dª Luzia Castelo Branco da Cruz, única sobrinha viva de Vespasiano Ramos.

Dª Luzia Castelo Branco da Cruz, única sobrinha viva de Vespasiano Ramos, sendo alvo de atenções na inauguração da efígie em Caxias, em 20/08/2017

Em Imperatriz (MA) o caxiense é homenageado com seu nome dado ao Centro Educacional Vespasiano Ramos. Nessa escola, convidado, fiz palestra sobre quem foi Vespasiano Ramos e mostrei edições -- todas elas -- da única obra do escritor caxiense.

Escola com o nome do poeta, em Imperatriz.

É recomendável fazer-se uma pesquisa e coleta de trabalhos escritos por Vespasiano Ramos nos diversos jornais e possíveis outras publicações espalhadas pelos diversos Estados. Certamente, descobrir-se-ão textos em prosa e verso ainda desconhecidos da maioria dos seus conterrâneos e dos estudiosos.



Fonte: Por EDMILSON SANCHES*





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO



ENQUETE
As Redes Sociais estão servindo como canal de desavenças políticas?



© 2013 - 2019. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação