Oportunidade

Inscrições para o IV Sereja seguem até quinta (07)

07/11/2019 12h50         534

Nos dias 8 e 9 de novembro, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Caxias promoverá o IV Seminário Regional de Jovens e Adultos (Sereja).  Nesta edição, o evento debate sobre os desafios e as potencialidades inerentes à Educação de Jovens e Adultos (EJA) numa perspectiva omnilateral, promovendo a socialização de saberes entre os envolvidos nesse processo.

Professores, estudantes, técnico-administrativos e pessoas da comunidade externa interessados em participar das atividades podem realizar inscrição gratuitamente até hoje (07), no site do evento.

Destaques da programação

1º dia

A programação vai contar com apresentações teatrais e musicais, exposições, palestras, mesa-redonda, relatos de experiências e oficinas.

A abertura do evento será realizada por estudantes do curso técnico em Agroindústria EJA com uma exposição de alimentos. Logo em seguida, o Grupo Teatro Escola EnCena apresenta a peça “O ensino é para todos, não importa a idade”. A programação do primeiro dia segue com palestras, apresentação musical, exposição fotográfica e mesa-redonda.

A instituição convidou quatro ex-alunos da modalidade de Educação de Jovens e Adultos para realizar o encerramento do primeiro dia com relatos. Dentre eles está Jaudeane Lima Pereira, ex-aluna do curso técnico de Agropecuária e aluna do curso bacharelado em Zootecnia. “Foi através da educação de jovens e adultos que concluí meu Ensino Médio e obtive a formação técnica em Agropecuária. Com orgulho, fiz parte da primeira turma de EJA do Campus Caxias. Logo após, ingressei no curso superior. A EJA é isso: oportunidade de mudança de vida”, declarou. Quando soube de sua aprovação no IFMA, Jaudeane Pereira, que tinha 18 anos de idade, ainda morava em Senador Alexandre Costa. Apesar da conquista, ela não tinha onde morar em Caxias. Foi então que ela soube que o Instituto tem uma Residência Estudantil, um espaço para acolher os estudantes de outros municípios. “Graças a essa primeira oportunidade, muitas outras se abriram”, afirmou a aluna, que fez parte do programa de Residência Estudantil do ensino médio à graduação.

Segundo a professora Vanda Marinha, uma das organizadoras do evento, a EJA, a exemplo de Jaudeane, recebe cada vez mais um público mais jovem. “Atender a um público heterogêneo, de faixas etárias e origens diferentes é um desafio. Uma das estratégias adotadas pelo IFMA é oferecer um leque de oportunidades para o aluno em um espaço inclusivo”, destacou a professora que tem vasta experiência com a modalidade, atuando inclusive como coordenadora do curso de Agroindústria EJA do Campus.

Além de Jaudeane Pereira, outros relatos serão apresentados, como o de Luiza Maria da Cruz. “Desde a minha infância até a vida adulta, sempre lidei com a terra na roça. Como eu já tinha uma base, vi no IFMA a oportunidade de qualificação e aprofundar o que eu já vivia”, disse a ex-aluna, justificando a escolha do curso técnico em Agropecuária na forma integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação e Jovens e Adultos. Luiza Cruz conseguiu absorver a importância da educação no campo. Logo após a conclusão do Ensino Médio, ela provou que a verticalização dos Institutos Federais, que prevê que os estudantes tenham acesso a todas as etapas do ensino em uma mesma instituição, é um formato real na Rede Federal. No dia 30 de outubro, ela defendeu o tão aguardado trabalho de conclusão do curso de bacharelado em Zootecnia. “Não penso em parar. Agora, quero atuar na área ou seguir para uma pós-graduação”, afirmou.

“O que as histórias de Jaudeane e dona Luiza ensinam?”, questiona Vanda Marinha. “Que a Educação de Jovens e Adultos é libertadora”, argumenta a professora, frisando que o Sereja se propõe a debater os desafios e as possiblidades da EJA.

2º dia

O segundo dia do Sereja, 09 de novembro, começa com uma exposição organizada pelas alunas do programa Mulheres Mil. Logo em seguida, Silvana Sales Lima e Gilberto Medeiros, servidores da Secretaria Municipal de Educação de Caxias, proferem uma palestra sobre práticas que educam na Educação de Jovens Adultos e Idosos (EJAI). Logo em seguida, entre 09h e 11h30, o público participa de três oficinas, que vão ensinar estratégias e recursos alternativos nas aulas de EJA, empreendedorismo na EJAI e traçar coletivamente uma proposta contextualizada para o currículo da EJA no Maranhão.



Fonte: ASCOM





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO



ENQUETE
As Redes Sociais estão servindo como canal de desavenças políticas?



© 2013 - 2019. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação