Iniciativa

Vencedor do Prêmio do Turismo vai representar o Maranhão em feira internacional de artesanato

24/01/2020 09h50         152

O artesanato maranhense vem se destacado em feiras pelo reconhecimento das belezas e riquezas culturais de seus produtos frente a outros estados. Dessa vez, o público da cidade de Natal (RN), poderá ver de perto a qualidade das peças artesanais maranhenses na 25ª Feira Internacional de Artesanato do Rio Grande do Norte, que será realizada entre os dias 24 de janeiro a 02 de fevereiro, no Centro de Convenções da capital Potiguar.

Para o evento, a Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão (Setur-MA), selecionou o mestre artesão Douglas Lopes, de 46 anos, bastante conhecido pelo seus trabalhos com bordados de aplicação ou de Bumba-meu-boi e o grande vencedor do Prêmio do Turismo 2019 na categoria artesanato, por meio do Projeto MIEMART – (Miniaturas de Embarcações, Bumbas e Artes) aconteceu em dezembro de 2019.

O superintendente de Artesanato do Maranhão, Carlos Martins destacou que a participação na feira representa mais um prêmio ao artesão pelo destaque que vem obtendo ao longo do tempo no segmento. “O Prêmio organizado pela Setur reafirmou o talento do mestre Douglas e decidimos escolhê-lo como representante do estado”, frisa Carlos Martins.

Na FIART/RN, Douglas Lopes irá expor para comercialização, em um dos nove espaços destinados para cada um dos artesãos mestres dos estados que compõe a região Nordeste e que se destacam por seus trabalhos, um bumba-boi de um metro de comprimento e um chapéu, ambos bordados com canutilhos e fitas coloridas, peças de bumba-boi em miniaturas souvenir, além de peças de embarcações, também em miniaturas.

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior classifica as feiras nacionais como grandes vitrines para a promoção e afirmação do artesanato maranhense no cenário nacional. “As feiras são importantes vitrines de exposição para a produção e, participar desses eventos, é colocar os nossos artesãos no mercado, favorecendo a comercialização e incentivando a melhoria constante na qualidade dos produtos apresentados”, destaca Catulé Júnior.

Para Douglas Lopes, a feira é o reconhecimento do trabalho desenvolvido e uma oportunidade de mostrar para outras localidades e mercados as belezas das peças que os artesãos produzem.

“Participar de uma feira dessa magnitude é uma forma de reconhecimento de um trabalho árduo e feito com muito esforço. Para nós artesão é sempre uma felicidade ser lembrado para participar desses eventos. Por isso agradeço a Setur pelo apoio e força que tem nos dado”, afirma o artesão.

1º lugar maranhense na categoria artesanato

Natural do município de Apicum-Açu, o mestre Douglas, como é mais conhecido no meio, ganhou destaque e reconhecimento por trabalhar bastante a representação da cultura popular maranhense em seus trabalhos, como os bordados em couro de bumba-boi, peças de peitoral e peitilho em indumentárias de festas juninas feitos com miçangas e canutilhos. Além dos bordados, o artesão confecciona embarcações em miniaturas feitas com o buriti e boizinhos souvenir.

A arte de bordar, técnica adquirida através dos ensinamentos do pai, quando o mestre Douglas ainda era menino, atualmente é ensinada por ele aos moradores da comunidade do bairro Pirâmide, no município de Raposa.

CEPRAMA

A produção artesanal tem se tornado uma oportunidade de geração de emprego e renda para muitos artesãos. Conhecido como a vitrine do artesanato maranhense, o Centro de Comercialização de Produtos Artesanais do Maranhão (CEPRAMA) atrai turistas de várias partes do mundo durante o ano inteiro, em busca da riqueza e diversidade das peças encontradas no local.

No centro é possível encontrar produtos de todas as regiões do Estado, as peças dos 38 artesãos representam diversas tipologias como cerâmica vitrificada, azulejos, madeira, algodão, couro, madeira, argila, reciclados, sementes e a fibra do buriti, abrangendo todo o artesanato.

O Ceprama funciona em um casarão de aproximadamente 3 mil m², nas antigas instalações da Companhia de Fiação e Tecelagem de Cânhamo. O local serve ainda de palco para apresentações artísticas e eventos.



Fonte: Setur-MA





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO



ENQUETE
As Redes Sociais estão servindo como canal de desavenças políticas?



© 2013 - 2020. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação