Educação

Professor do IFMA cria canal para transmitir aulas de Química durante isolamento

21/05/2020 12h03         422

O professor Rogério Teles, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus São Luís-Monte Castelo, criou um canal no Youtube para dar aulas de Química a distância, durante o período de isolamento social. O objetivo é continuar fornecendo conteúdo gratuito aos estudantes mesmo na quarentena, para não deixar que eles diminuam o ritmo de estudos.

Clique aqui, acesse e curta o canal “Química é Fácil – Prof. Rogério Teles

O canal “Química é Fácil – Prof. Rogério Teles” já tem mais de 500 inscritos. Rogério Teles explicou que decidiu gravar o conteúdo em vídeo ao perceber que muitos estudantes de escolas públicas estão sem aulas, enquanto que escolas particulares continuam disponibilizando lições para seus estudantes por plataformas virtuais durante a pandemia. “Muitos desses jovens, como é o caso dos de meu Campus (IFMA/São Luís – Monte Castelo), ainda não tiveram aulas no ano letivo de 2020”, comentou. Ele informou que o ano letivo no campus seria iniciado em 23 de março, dois dias após a decretação de estado de emergência e suspensão das aulas.

Rogério Teles informou que nunca havia trabalhado com educação a distância anteriormente, mas que não encontrou muitas dificuldades em adaptar-se às aulas na plataforma on-line, por ter recentemente iniciado um projeto de extensão, adiado por causa da pandemia, envolvendo estudantes da graduação (Licenciatura em Química) e do Curso Técnico em Química Integrado com o Ensino Médio do Campus São Luís – Monte Castelo, além de estudantes e professora de uma escola estadual do bairro Vila Embratel. “Para este projeto, eu já havia criado um canal no Youtube e testado algumas formas de videoaulas (no quadro, no Zoom, no caderno). Dessa forma, já havia passado por essa adaptação”, disse.

O professor grava as aulas em casa, a maioria no celular mesmo, mas às vezes usa o notebook, utilizando os recursos de plataformas como Zoom e Google Meet. “Eu mesmo gravo e edito as aulas, com meu telefone celular e notebook”, contou. Ele também explicou porque decidiu utilizar o Youtube. “É uma forma rápida e prática de levar as aulas ao ar e atingir o maior número de estudantes. Sem falar que os estudantes, em sua grande maioria, já são usuários do Youtube. Também uso o Instagram (@rogeriomteles) para divulgar o canal e interagir de forma mais rápida com esse público”, destacou.

Os estudantes podem mandar suas dúvidas tanto pelos comentários nos vídeos do Youtube, como pelo “direct” do Instagram. Por enquanto, as aulas são gravas e postadas no canal, mas o professor informou que pretende realizar aulas ao vivo (“lives”). “Mas no Youtube isso só será possível quando tivermos mais de mil pessoas inscritas no canal. Por isso temos divulgado o canal, na tentativa de atingir logo esse número”, disse Rogério Teles.

O professor pede que os alunos se inscrevam no canal e curtam os vídeos, pois o Youtube condiciona alguns protocolos a o número de inscritos e de curtições. Também é possível compartilhar o link do canal, para que as aulas alcancem o maior número de estudantes interessados.



Fonte: Ascom/ IFMA





Veja outras notícias em portalsinalverde.com Curta nossa página no Facebook. Envie informações à Redação do Portal por WhatsApp pelo telefone (99) 98813-0035.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIO



ENQUETE
As Redes Sociais estão servindo como canal de desavenças políticas?



© 2013 - 2020. Todos os direitos reservados - Sistema Sinal Verde de Comunicação